Breve História da Educação a Distância: do pós Guerra aos dias atuais

Para muitos o EaD é uma invenção recente, ou até mesmo uma consequência da Pandemia de Covid-19. Porém, a história do Ensino a Distância remonta ao Século XVIII, quando tornou-se comum a publicação de cartas com divulgação científica, em jornais e periódicos. Com isso, era possível ensinar a população, que tinha acesso aos periódicos, sobre as descobertas científicas e avanços tecnológicos.

Mesmo que tais publicações não pudessem ser chamadas de ensino a distância, foi a partir delas que a educação através de correspondência começou a se tornar popular, ao ponto de que em 1856, em Berlim na Alemanha, foi fundada a primeira escola por correspondência, destinada ao ensino de línguas.

Logo após o final da Primeira Guerra Mundial, e em virtude de um considerável aumento da demanda social por educação, surgiram novas iniciativas para o ensino a distância, tais como o aperfeiçoamento dos serviços de correios, a modernização dos meios de transporte e, talvez, mais importante, o desenvolvimento tecnológico aplicado ao campo da comunicação e da informação, que influíram decisivamente nos destinos da educação a distância. O rádio, por exemplo, alcançou muito sucesso em experiências nacionais e internacionais, tendo sido bastante explorado na América Latina nos programas de educação a distância do Brasil, Colômbia, México, Venezuela, entre outros.

No Brasil, especificamente, a história do EaD começou em 1934 com a Rádio Escola Municipal do Rio de Janeiro, uma emissora de rádio dirigida por Anísio Teixeira (jurista, intelectual, educador e escritor brasileiro) que oferecia conteúdos educativos. A iniciativa também enviava previamente pelo correio, folhetos e esquemas de aulas para os alunos. A partir dos anos 1970, tivemos o surgimento do Telecurso, uma espécie de supletivo. Oferecido pela Fundação Roberto Marinho e com aulas transmitidas pela Rede Globo, a iniciativa era um programa de apoio ao ensino fundamental e médio. Em 1994, devido à expansão da internet no Brasil, o meio digital também começou a ser utilizado como recurso para o ensino a distância.

Porém, apenas em 1996, com a Lei 9.934, o Brasil estabelece as diretrizes e bases da educação nacional e reconhece o EaD como uma das modalidades de ensino existentes no país. Na lei, o Art. 80 diz que: “O Poder Público incentivará o desenvolvimento e a veiculação de programas de ensino a distância, em todos os níveis e modalidades de ensino, e de educação continuada”. Já o Decreto 9.057, de 2017, traz as diretrizes específicas para o EaD.

Na próxima matéria, iremos trazer um pouco da nossa história com o EaD, que neste ano de 2024 completa 10 anos.

E não esqueça de acompanhar o UNINTA EaD nas redes sociais.

Instagram: https://www.instagram.com/unintaead 

Facebook: https://www.facebook.com/eaduninta 

Canal no WhatsApp: https://whatsapp.com/channel/0029Va8nPTYDeONAOCXfbZ2m 

Em qual nível de formação deseja estudar?

Selecione a opção de estudo:

Selecione a opção de estudo: